Meu perfil
BRASIL, Sul, MARINGA, Homem, de 36 a 45 anos, Portuguese



Arquivos
 01/08/2010 a 15/08/2010
 16/07/2010 a 31/07/2010
 01/07/2010 a 15/07/2010
 16/06/2010 a 30/06/2010
 16/12/2009 a 31/12/2009
 01/12/2009 a 15/12/2009
 16/11/2009 a 30/11/2009
 01/11/2009 a 15/11/2009
 16/10/2009 a 31/10/2009
 01/10/2009 a 15/10/2009
 16/09/2009 a 30/09/2009
 01/09/2009 a 15/09/2009
 16/08/2009 a 31/08/2009
 01/08/2009 a 15/08/2009
 16/07/2009 a 31/07/2009
 01/07/2009 a 15/07/2009
 16/06/2009 a 30/06/2009
 01/06/2009 a 15/06/2009
 16/05/2009 a 31/05/2009
 01/05/2009 a 15/05/2009
 16/04/2009 a 30/04/2009
 01/04/2009 a 15/04/2009
 16/03/2009 a 31/03/2009
 01/03/2009 a 15/03/2009
 16/02/2009 a 28/02/2009
 01/02/2009 a 15/02/2009
 16/01/2009 a 31/01/2009
 01/01/2009 a 15/01/2009
 16/12/2008 a 31/12/2008
 01/12/2008 a 15/12/2008
 16/11/2008 a 30/11/2008
 01/11/2008 a 15/11/2008
 16/10/2008 a 31/10/2008
 01/10/2008 a 15/10/2008
 16/09/2008 a 30/09/2008
 01/09/2008 a 15/09/2008
 16/08/2008 a 31/08/2008
 01/08/2008 a 15/08/2008
 16/07/2008 a 31/07/2008
 01/07/2008 a 15/07/2008
 16/06/2008 a 30/06/2008
 01/06/2008 a 15/06/2008
 16/05/2008 a 31/05/2008
 01/05/2008 a 15/05/2008
 16/04/2008 a 30/04/2008
 01/04/2008 a 15/04/2008
 16/03/2008 a 31/03/2008
 01/03/2008 a 15/03/2008
 16/02/2008 a 29/02/2008
 01/02/2008 a 15/02/2008
 16/01/2008 a 31/01/2008
 01/01/2008 a 15/01/2008
 16/12/2007 a 31/12/2007
 01/12/2007 a 15/12/2007
 16/11/2007 a 30/11/2007
 01/11/2007 a 15/11/2007
 16/10/2007 a 31/10/2007
 01/10/2007 a 15/10/2007
 16/09/2007 a 30/09/2007
 01/09/2007 a 15/09/2007
 16/08/2007 a 31/08/2007
 01/08/2007 a 15/08/2007
 16/07/2007 a 31/07/2007
 01/07/2007 a 15/07/2007
 16/06/2007 a 30/06/2007
 01/06/2007 a 15/06/2007
 16/05/2007 a 31/05/2007
 01/05/2007 a 15/05/2007
 16/04/2007 a 30/04/2007
 01/04/2007 a 15/04/2007
 16/03/2007 a 31/03/2007
 01/03/2007 a 15/03/2007
 16/02/2007 a 28/02/2007
 01/02/2007 a 15/02/2007
 16/01/2007 a 31/01/2007
 01/01/2007 a 15/01/2007
 16/12/2006 a 31/12/2006
 01/12/2006 a 15/12/2006
 16/11/2006 a 30/11/2006
 01/11/2006 a 15/11/2006
 16/10/2006 a 31/10/2006

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 Zaniratti (política no cotidiano)
 Angelo Rigon
 Portal Estacao 13
 Ministério do Meio Ambiente
 Ibama
 João da Caixa
 historias ambientais
 Joka Madruga
 blog fonte do maracajá
 Blog do Valdeci
 Blog do Rubem Mariano
 Blog do Pegoraro
 Blog do Carlos Giovanni
 Blog da Lucimar
 Projeto EA/UEM




Blog do Marino
 


google imagens

       Rapidinhas

 

 

Curitiba Sediará Reunião Internacional sobre Diversidade Biológica

 

Em reconhecimento ao bom trabalho desenvolvido pela Capital Paranaense quando recepcionou as Conferências das Partes sobre Biodiversidade (COP8) e de Biossegurança (MOP3), ambas da Organização das Nações Unidas (ONU), realizadas em março de 2006, Curitiba foi escolhida para sediar nos dias 26, 27 e 28 de março de 2007 importante reunião de prefeitos de cidades de cinco continentes. O assunto será a próxima Conferência das Partes, a COP9, a ser realizada em Bonn, na Alemanha em 2008.

 

Está prevista a participação de 150 pessoas, dentre elas representantes de prefeituras de cidades que já foram sede de reuniões da COP, das que são sede de escritórios da ONU e participantes da rede de cidades ICLEI (Conselho Internacional para Iniciativas Ambientais Locais).

 

A reunião será fechada aos prefeitos e convidados, diferentemente do que ocorreu quando da COP8 e MOP3, em que houve grande participação popular. (Gazeta do Povo).

 

 

 

Lei Paulista Impõe Obrigatoriedade na Captação das Águas de Chuva

 

Atingido constantemente por enchentes em várias regiões o Estado de São Paulo, por meio da Lei n.º 12.526/2007, tenta amenizar os problemas decorrentes da impermeabilização, sobretudo, nos grandes centros. Pela referida lei é obrigatória a implantação de sistema para captação e retenção de águas pluviais coletadas por telhados, coberturas, terraços e pavimentos descobertos, em lotes edificados ou não, que tenham área impermeabilizada superior a 500 m2.

 

O sistema de captação deve ser constituído de condutores e reservatórios, com capacidade aferida de acordo com o cálculo fixado na lei.

 

Conforme o autor do projeto, Deputado Estadual Adriano Diogo (PT), a população atingida por inundações nas épocas de chuvas fortes não estabelece relação entre o evento e o excesso de água de chuva que escoa sem ser absorvida pelo solo, impermeabilizado por pisos, cimento e asfalto. Para ele “se essa impermeabilização significa maior conforto para automóveis, pedestres e moradias, impede que as águas das chuvas penetrem no solo e, conseqüentemente, diminuam de volume antes de alcançar os rios. Ou seja, os cidadãos não se dão conta de que os ‘ralos’ das cidades não podem suportar um volume de água, quando parte dela devia ‘perder-se’ pelo caminho infiltrando-se na terra”.

 

A lei deverá ser regulamente em 60 dias. (Anamma).

 

Marino Elígio Gonçalves



Escrito por Marino às 15h26
[] [envie esta mensagem
]





Presidente LULA e Ministra Marina Silva: google imagens

    

O PAC, a Ministra Marina e o Art. 23 da Constituição Federal

 

Nos meses derradeiros de 2006, muita polêmica foi gerada em torno do crescimento da economia. Diziam alguns que o  Brasil não crescia mais em razão de sua legislação ambiental e da morosidade no processo de licenciamento ambiental.

 

Disso decorreu uma seqüência de fatos que pressionaram a Ministra do Meio Ambiente Marina Silva, de tal modo, que muitos apostavam que ela não suportaria a carga e deixaria o governo.

 

Passada a turbulência, parece que a Ministra Marina Silva continua firme e tudo indica que permanecerá à frente do Ministério.

 

Em seu discurso de posse o Presidente Luis Inácio LULA da Silva prometeu um programa para azeitar o crescimento econômico do País.

 

De fato, isso ocorreu em 22 de janeiro de 2007, com o anúncio do Programa de Aceleração do Crescimento, batizado de PAC, o qual foi chancelado por diversas autoridades públicas, por economistas e pelos analistas econômicos.

 

Havia expectativa de como o PAC trataria a questão ambiental, já que ela havia sido indicada como a que mais obstáculo trazia ao crescimento. No entanto, a sua divulgação causou surpresa, pois muito perifericamente tratou do meio ambiente. Aliás, fez referência à regulamentação do Parágrafo Único, do Artigo 23, da Constituição Federal, que trata das competências dos órgãos ambientais federal, estaduais e municipais em matéria de licenciamento ambiental.

 

Era de se supor que cairia uma tempestade e que o PAC praticamente iria desconsiderar a variante ambiental frente aos desafios do crescimento e colocar na berlinda toda a área ambiental governamental.

 

Isso, felizmente, não se concretizou!

 

Ao prever a necessidade de regulamentação do dispositivo constitucional, o Governo Federal nada mais fez do que já vem fazendo a algum tempo por meio do Ministério do Meio Ambiente. Vale lembrar que o Ministério promoveu diversos encontros com especialistas, ONGs e representantes da Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente - Anamma e da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente - Abema, a fim de buscar uma redação consensual para o projeto de lei de regulamentação das competências para o licenciamento ambiental. Essa minuta de consenso já foi disponibilizada e tudo leva a crer que o respectivo projeto de lei não sofrerá maiores entraves no Congresso Nacional.

 

O PAC, na verdade, deu um atestado de competência administrativa e política para a Ministra do Meio Ambiente Marina Silva.  Para bom entendedor, meia palavra basta.

 

Marino Elígio Gonçalves



Escrito por Marino às 14h55
[] [envie esta mensagem
]





google imagens

  Noé na Era das Mudanças Climáticas

Correu o mundo o nascimento de Noah Marckan (Noé, em português) ocorrido no dia 17 de janeiro de 2007. Os pais de Noé possuíam cinco embriões estocados em uma clínica de Nova Orleans (EUA). Ao todo a clínica guardava mais de mil embriões em nitrogênio líquido.

 

Nova Orleans foi atingida em 2005 pelo devastador furacão Katrina e havia o temor de que os embriões não poderiam ser recuperados, já que a cidade ficou sem energia e a temperatura alta. Felizmente, o temor não se concretizou. Os embriões estavam preservados.

 

O nome Noé, dado pelos pais, tem referência com o personagem bíblico homônimo. Consta no Livro de Gênesis, do Antigo Testamento, que Deus irritou-se profundamente com a humanidade que provavelmente mostrara-se corrompida. Como conseqüência, Deus impôs sua eliminação, poupando apenas Noé e sua família. No entanto, aquele deveria construir um grande barco em que deveria reunir além de sua família um casal de animais da Terra durante os 40 dias de dilúvio. E assim procedeu até o fim da tormenta e após encalhar a arca em uma montanha deu início ao repovoamento do mundo.

 

A história de Noé do ano de 2007 tem, de fato, muita semelhança com a história bíblica. O Katrina deixou um rastro de destruição muito grande, sobretudo pelas inundações que provocou. Muitas vidas foram ceifadas. Os furacões, como os tufões, os cliclones, as tempestades tropicais etc, são fenômenos da natureza e suas causas, em regra, estão relacionadas à temperatura das águas do mar.

 

O clima mundial vem sofrendo transformação radical e tais fenômenos são cada vez mais freqüentes em todo o mundo. No Brasil, pela primeira vez foi registrada a ocorrência de um furacão, o Catarina, que atingiu principalmente os estados de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul.

 

Neste janeiro, no Deserto da Austrália, foi registrada forte tempestade que provocou a inundação em três estados.

 

Nos Alpes suíços onde ficam as mais badaladas estações de esqui, apenas uma atende precariamente, as demais tiveram toda a camada de gelo derretida.

 

Gelo também derrete nos pólos Norte e Sul.

 

Ilhas desapareceram, como a Ilha de Lohachara, localizada na baía de Bengala, Índia, além de outras desabitadas do arquipélago de Kribati, no Pacífico.

 

A temperatura da Terra está em elevação e as conseqüências são desastrosas para a humanidade. Caso o aquecimento global não seja evitado, o que se pode conseguir através da diminuição radical das emissões de gases do efeito estufa, muitos povos, principalmente os insulares, estarão condenados ao segundo dilúvio, não por obra de Deus, mas sim, por conta das atitudes dos próprios seres humanos.

 

Será que o Noé de 2007 tem como missão a construção de uma nova arca?

 

Marino Elígio Gonçalves



Escrito por Marino às 10h46
[] [envie esta mensagem
]





      VOLTA AO TRABALHO!!!

 

Olá pessoal.

Estou de volta à ativa. Estou preparando alguns textos sobre assuntos diversos. A mudança climática continua em evidência, a definição sobre a permanência da Ministra Marina Silva tem merecido destaque, o plano para acelerar o crescimento a ser divulgado hoje pelo Presidente da República merecerá comentários, enfim, muitas coisas para o debate franco e aberto.

Abraços.

Marino Elígio Gonçalves 



Escrito por Marino às 09h24
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]