Meu perfil
BRASIL, Sul, MARINGA, Homem, de 36 a 45 anos, Portuguese



Arquivos
 01/08/2010 a 15/08/2010
 16/07/2010 a 31/07/2010
 01/07/2010 a 15/07/2010
 16/06/2010 a 30/06/2010
 16/12/2009 a 31/12/2009
 01/12/2009 a 15/12/2009
 16/11/2009 a 30/11/2009
 01/11/2009 a 15/11/2009
 16/10/2009 a 31/10/2009
 01/10/2009 a 15/10/2009
 16/09/2009 a 30/09/2009
 01/09/2009 a 15/09/2009
 16/08/2009 a 31/08/2009
 01/08/2009 a 15/08/2009
 16/07/2009 a 31/07/2009
 01/07/2009 a 15/07/2009
 16/06/2009 a 30/06/2009
 01/06/2009 a 15/06/2009
 16/05/2009 a 31/05/2009
 01/05/2009 a 15/05/2009
 16/04/2009 a 30/04/2009
 01/04/2009 a 15/04/2009
 16/03/2009 a 31/03/2009
 01/03/2009 a 15/03/2009
 16/02/2009 a 28/02/2009
 01/02/2009 a 15/02/2009
 16/01/2009 a 31/01/2009
 01/01/2009 a 15/01/2009
 16/12/2008 a 31/12/2008
 01/12/2008 a 15/12/2008
 16/11/2008 a 30/11/2008
 01/11/2008 a 15/11/2008
 16/10/2008 a 31/10/2008
 01/10/2008 a 15/10/2008
 16/09/2008 a 30/09/2008
 01/09/2008 a 15/09/2008
 16/08/2008 a 31/08/2008
 01/08/2008 a 15/08/2008
 16/07/2008 a 31/07/2008
 01/07/2008 a 15/07/2008
 16/06/2008 a 30/06/2008
 01/06/2008 a 15/06/2008
 16/05/2008 a 31/05/2008
 01/05/2008 a 15/05/2008
 16/04/2008 a 30/04/2008
 01/04/2008 a 15/04/2008
 16/03/2008 a 31/03/2008
 01/03/2008 a 15/03/2008
 16/02/2008 a 29/02/2008
 01/02/2008 a 15/02/2008
 16/01/2008 a 31/01/2008
 01/01/2008 a 15/01/2008
 16/12/2007 a 31/12/2007
 01/12/2007 a 15/12/2007
 16/11/2007 a 30/11/2007
 01/11/2007 a 15/11/2007
 16/10/2007 a 31/10/2007
 01/10/2007 a 15/10/2007
 16/09/2007 a 30/09/2007
 01/09/2007 a 15/09/2007
 16/08/2007 a 31/08/2007
 01/08/2007 a 15/08/2007
 16/07/2007 a 31/07/2007
 01/07/2007 a 15/07/2007
 16/06/2007 a 30/06/2007
 01/06/2007 a 15/06/2007
 16/05/2007 a 31/05/2007
 01/05/2007 a 15/05/2007
 16/04/2007 a 30/04/2007
 01/04/2007 a 15/04/2007
 16/03/2007 a 31/03/2007
 01/03/2007 a 15/03/2007
 16/02/2007 a 28/02/2007
 01/02/2007 a 15/02/2007
 16/01/2007 a 31/01/2007
 01/01/2007 a 15/01/2007
 16/12/2006 a 31/12/2006
 01/12/2006 a 15/12/2006
 16/11/2006 a 30/11/2006
 01/11/2006 a 15/11/2006
 16/10/2006 a 31/10/2006

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 Zaniratti (política no cotidiano)
 Angelo Rigon
 Portal Estacao 13
 Ministério do Meio Ambiente
 Ibama
 João da Caixa
 historias ambientais
 Joka Madruga
 blog fonte do maracajá
 Blog do Valdeci
 Blog do Rubem Mariano
 Blog do Pegoraro
 Blog do Carlos Giovanni
 Blog da Lucimar
 Projeto EA/UEM




Blog do Marino
 


GOLPE MILITAR EM HONDURAS

Abaixo registro algumas fotos extraídas do site oficial do Jornal espanho El País. As vezes elas falam mais que mil palavras.

 

 

 



Escrito por Marino às 17h25
[] [envie esta mensagem
]





GOLPE MILITAR EM HONDURAS

google/el país

 

Passados mais de duas semanas do golpe militar em Honduras a situação se mostra incerta quanto ao retorno do Presidente Zelaia, eleito democraticamente pelo povo hondurenho, ao cargo de presidente daquele país. Uma coisa é certa, porém, a repressão contra o povo está cada vez mais forte. Direitos constitucionais suspensos, toque de recolher, censura da imprensa, contra-informações e todos os demais ingredientes da cartilha do regime ditatorial. Nenhuma ditadura militar é saudável ao povo e, como sempre, os grandes empresários são os financiadores do golpe. Lembro do golpe na Venezuela contra Hugo Chaves em que o povo saiu as ruas e exigiu o retorno e restabelecimento das regras constitucionais. O mesmo está ocorrendo em Honduras, no entanto, a imprensa local golpista e o regime militar impedem que a imprensa internacional possa revelar ao mundo os abusos e arbitrariedades contra o povo hondurenho cometidos pelo governo golpista.

Muitos brasileiros lá se encontram e, particularmente, tenho alguns que dentro do possível repassam informações sobre o cotidiano de Honduras após o golpe de estado. Abaixo retrato uma das cartas a mim enviadas por Gabriela, uma adolescente brasileira que em ditadura militar só tinha conhecimento pelos livros de histórias. Agora, sente na pele o que é isso e o que pode resultar ao povo humilde daquele país. Por questão de segurança alterei o nome verdadeiro para um codinome e coloquei reticências em lugar de algumas informações que também poderiam levar a uma identificação. Eis o seu teor:

 

Honduras, julho de 2009

Olá. Sou Gabriela . Sou brasileira e vivo, atualmente, em Honduras. Estou com muita saudade de vocês todos. 

Escrevo hoje para falar de uma situação que creio ser de interesse de todos e todas. Estou me referindo ao golpe de estado que ocorreu em Honduras. Em meio a esta trágica situação lembro-me muito da ditadura militar a qual estudei no Brasil. Assim pensei que poderia ser interessante eu contar o ocorrido aqui.

Escrevo com um helicóptero militar circulando o céu neste momento, para botar medo na população daqui. Pensando que, talvez, algumas pessoas não saibam sobre a tal situação, pretendo contar a historia desde o seu começo: Tudo começou quando o presidente Jose Manuel Zelaia resolveu mudar algumas leis da Constituição, para que Honduras tivesse um melhor desenvolvimento. Assim que ele resolveu consultar o povo, através da Consulta Popular, para ver se a população estava de acordo com as mudanças, ou não.  A Constituição hondurenha, é muito velha, não é aberta a mudanças, dificultando o pais “andar para frente”.  

Os militares eram contra as mudanças, assim, com medo que o povo votasse por elas, na madrugada do dia 28 de junho de 2009, o dia previsto para a Consulta, os militares sequestraram o presidente Zelaia e o deportaram para Costa Rica (um país vizinho de Honduras). Sem o presidente, a Quarta Urna (nome dado a Consulta) foi suspensa, revoltando o povo. Assim começaram greves, manifestações e muito mais. Dia 29 de junho de 2009, foi eleito pelo  Congresso, com total apoio dos militares, Roberto Micheletti, o qual seria o novo presidente. O povo em Honduras está muito revoltado com a situação. Assim, os militares voam com helicópteros pelo céu, para evitar a reação do povo e também para mostrar seu poder. Atiram com armas contra a população, andam com metralhadoras nas ruas, trancam pontes para evitar a comunicação e até cortaram a energia em vários momentos. Nós saímos de casa somente para o que é muito necessário.  

Os militares também inventaram uma lei, o Toque de Queda, que impõem que das 21:00 até às 6:00 da manhã do dia seguinte ninguém pode sair de casa. Alguns dias atrás meu pai (...) participou de uma manifestação. Eu e minha mãe ficamos em um shoping e vimos a manifestação (...). As pessoas gritavam coisas como: “o povo unido jamais será vencido!”. Eram muitas pessoas gritando juntas, assim que não podíamos ouvir direito o que falavam. No aeroporto, ficamos sabendo, que se reuniram cerca de 100 mil pessoas.  

Estava previsto que o presidente Zelaia regressasse a Honduras no dia 05 de julho, com o apoio da OEA – Organização dos Estados Americanos e de alguns/as presidentes da América Latina, mas aconteceu que os militares não permitiram o seu desembarque no aeroporto de Tegucigalpa. Isso causou muito tumulto, e mais resistência do povo e agressões dos militares. Além do presidente, outra pessoa foi sequestrada, 6 outras foram mortas e centenas feridas e desaparecidas.

Meu Deus, se eu quiser falar sobre tudo o que esta acontecendo, terei que usar todas as paginas de meu caderno. Assim que vou me despedindo neste momento. 

Tchau a todos,

Gabriela.

 

meios de comunicação isentos, sobretudo



Escrito por Marino às 16h02
[] [envie esta mensagem
]





EXTINÇÃO DO HOMEM E DA MULHER?

google

 

A comunidade científica anunciou recentemente ao mundo inteiro que é possível produzir esperma em laboratório. Eu desconfiava que o homem não seria necessário num futuro distante. Vejo que estava enganado, pois o futuro pode estar muito mais perto do que imaginava. O que será de nós (homens) então? A perda do monopólio da produção de esperma humano é um terrível cataclisma que aliado ao nosso jeito masculino de tratar as mulheres poderão tornar o homem prescindível. Já pensaram nisso?

Nessa semana também recebi uma mansagem enviada pela companheira Zica igualmente intrigante e fazia referência às transformações ambientais em que várias espécies de seres vivos corriam risco de extinção. O autor do texto que não é identificado na mensagem retrata que a mulher pode se extinguir e, para evitar esse fim trágico, sobretudo para os homens, lançou a campanha "SALVEM AS MULHERES". Eis o conteúdo da mensagem:

'O desrespeito à natureza tem afetado a sobrevivência de vários seres e entre os mais ameaçados está a fêmea da espécie humana. Tenho apenas um exemplar em casa, que mantenho com muito zelo e dedicação, mas na verdade acredito que é ela quem me mantém. Portanto, por uma questão de auto-sobrevivência, lanço a campanha 'Salvem as Mulheres!'

Tomem aqui os meus poucos conhecimentos em fisiologia da feminilidade a fim de que preservemos os raros e preciosos exemplares que ainda restam:

Habitat
Mulher não pode ser mantida em cativeiro. Se for engaiolada, fugirá ou morrerá por dentro. Não há corrente que as prenda e as que se submetem à jaula perdem o seu DNA. Você jamais terá a posse de uma mulher, o que vai prendê-la a você é uma linha frágil que precisa ser reforçada diariamente.

Alimentação correta
Ninguém vive de vento. Mulher vive de carinho. Dê-lhe em abundância. É coisa de homem, sim, e se ela não receber de você vai pegar de outro. Beijos matinais e um 'eu te amo' no café da manhã as mantém viçosas e perfumadas durante todo o dia. Um abraço diário é como a água para as samambaias. Não a deixe desidratar. Pelo menos uma vez por mês é necessário, senão obrigatório, servir um prato especial.

Flores
Também fazem parte de seu cardápio - mulher que não recebe flores murcha rapidamente e adquire traços masculinos como rispidez e brutalidade.

Respeite a natureza
Você não suporta TPM? Case-se com um homem. Mulheres menstruam, choram por nada, gostam de falar do próprio dia, discutir a relação... Se quiser viver com uma mulher, prepare-se para isso.

Não tolha a sua vaidade
É da mulher hidratar as mechas, pintar as unhas, passar batom, gastar o dia inteiro no salão de beleza, colecionar brincos, comprar sapatos, ficar horas escolhendo roupas no shopping. Só não incentive muito estes últimos pontos ou você criará um monstro consumista.

Cérebro feminino não é um mito
Por insegurança, a maioria dos homens prefere não acreditar na existência do cérebro feminino. Por isso, procuram aquelas que fingem não possuí-lo (e algumas realmente o aposentaram! ). Então, agüente mais essa: mulher sem cérebro não é mulher, mas um mero objeto de decoração. Se você se cansou de
colecionar bibelôs, tente se relacionar com uma mulher. Algumas vão lhe mostrar que têm mais massa cinzenta do que você. Não fuja dessas, aprenda com elas e cresça. E não se preocupe, ao contrário do que ocorre com os homens, a inteligência não funciona como repelente para as mulheres.

Não confunda as subespécies
Mãe é a mulher que amamentou você e o ajudou a se transformar em adulto.

Não faça sombra sobre ela
Se você quiser ser um grande homem tenha uma mulher ao seu lado, nunca atrás. Assim, quando ela brilhar, você vai pegar um bronzeado. Porém, se ela estiver atrás, você vai levar um pé-na-bunda. (tem gente que já sentiu isso na pele). Aceite: mulheres também têm luz própria e não dependem de nós para
brilhar.. O homem sábio alimenta os potenciais da parceira e os utiliza para motivar os próprios. Ele sabe que, preservando e cultivando a mulher, ele estará salvando a si mesmo. '



Escrito por Marino às 18h31
[] [envie esta mensagem
]





CONSELHO CONSULTIVO DO PARNA IGUAÇU

 

Parque Nacional do Iguaçu: reformulação do Conselho Consultivo

extraído do Boloteim acquaIGUAÇU/junho-2009/carlos giovanni

 

No último 26 de junho, foi realizada a reunião final de reformulação do Conselho Consultivo do Parque Nacional do Iguaçu (CONPARNI), presidido por Jorge Luiz Pegoraro, Chefe do Parque.

Nesta reunião foram apresentados o arcabouço legal do Sistema Nacional de Unidades de Conservação que baliza a formação de conselhos e a lista dos novos conselheiros, bem como iniciado os estudos para construção do Regimento Interno do CONPARNI.

Representantes de diversas instituições e municípios participaram da reunião. O CONPARNI será composto titulares e suplentes de órgãos públicos e da Sociedade Civil, entre eles, representantes da Polícia Ambiental, do Corpo de Bombeiros, da Coordenação Regional do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBio, da Polícia Federal, IBAMA no Paraná, IAP, Itaipu Binacional, Marinha do Brasil, Parque Nacional do Iguazú, das Prefeituras dos quatorze Municípios do entorno do Parque, das secretarias de Estado do Meio Ambiente e Turismo, de Instituições de Pesquisa e Ensino Públicas e Privadas, ONGs Ambientalistas, Representantes Comunitários, das Concessionárias do Parque, do Setor Produtivo Rural e do Setor de Turismo Regional.

Mariele Xavier, responsável pelo projeto de formação do Conselho, apresentou aos conselheiros uma minuta do Regimento Interno do CONPARNI para análise. “Assim que a nova portaria for editada, iniciaremos os trabalhos de construção do nosso regimento, com metodologia própria para esse tipo de trabalho”, afirma a chefe da Escola Parque.

 



Escrito por Marino às 12h04
[] [envie esta mensagem
]





RAPIDINHAS

google

Ação no STF contra a lei que legaliza a grilagem na Amazônia

EcoDebate

A procuradora-geral da República, Deborah Duprat, entrou com uma ação direta de inconstitucionalidade no Supremo Tribual Federal com pedido de limiar contra a lei 11.952/2009, elaborada a partir da Medida Provisória 458/2009, considerada a legalização da grilagem na Amazônia. Duprat reforça que a lei “institui privilégios injustificáveis em favor de grileiros que, no passado, se apropriam ilicitamente de vastas extensões de terra pública”, não raro através de violência, trabalho escravo e muita degradação ambiental. A procuradora pede concessão de medida cautelar tendo em vista que, quanto mais tarde alguma providência for tomada, recuperar o meio ambiente dos efeitos desta lei será mais difícil. “Diante do princípio geral da prevenção, e tendo em vista que está em jogo nada menos do que a integridade da Floresta Amazônica, a necessidade da medida cautelar se torna irrefutável”, afirmou.

Rodoviária insustentável

Corre na rede denúncia de que na Rodoviária de Londrina há enorme desperdício de água limpa. Os banheiros não possuiriam nenhum tipo adequado de controle do uso da água. Esta estaria escorrendo o dia todo, sem qualquer preocupação dos administradores.

Avalio que o fato deva ser levado aos administradores e, caso não haja solução, às autoridades competentes a fim de se exigir o respeito à legislação ambiental. Em Londrina estão presentes o Ibama, o IAP e Ministério Público.

 

Conselho Consultivo da Rebio das Perobas

blog do Carlos Giovanni

Foi realizada neste último dea 06 de julho a primeira reunião geral para a Formação do Conselho Consultivo da Reserva Biológica das Perobas que fica nos municípios de Tuneiras D´Oeste e Cianorte. A reunião foi no auditório da Associação Comercial e Industrial de Cianorte (ACIC). Foram apresentados o arcabouço legal do Sistema Nacional de Unidades de Conservação, o projeto para a formação do conselho, os objetivos do Conselho, bem como a primeira proposta de constituição das instituições conselheiras. 



Escrito por Marino às 18h23
[] [envie esta mensagem
]





SETE MARAVILHAS DO MUNDO

google

Sete Maravilhas: Cataratas do Iguaçu confirmadas no top 77

Extraído do blog do Pegoraro

As Cataratas do Iguaçu foram confirmadas nesta quinta-feira (9) entre as 77 candidaturas que mais obtiveram votos na etapa semifinal da eleição das Novas Sete Maravilhas da Natureza. Com isso, a atração visitada por mais de 2 milhões de turistas ao ano está habilitada a participar da seleção dos 28 sítios finalistas, que será feita por um grupo de especialistas indicado pela Fundação New 7 Wonders, organizadora da disputa.

O anúncio das candidaturas finalistas ocorrerá no próximo dia 21, na página de Internet da Fundação New 7 Wonders (new7wonders.com). Além das Cataratas do Iguaçu, representando o Brasil, continuam com chances de chegar à grande final a Amazônia e o arquipélago de Fernando de Noronha. Entre as atrações argentinas que disputaram a semifinal, somente as Cataratas alcançaram o top 77.

A relação das candidaturas integrantes do top 77 pode ser conhecida neste link (new7wonders.com/nature/en/nominees/top77). A votação obtida pelos sítios na semifinal não é revelada. Mas, segundo a Fundação New 7 Wonders, o número de votos conquistados na etapa anterior não será considerado pelos julgadores.

No último dia em que a votação foi possível, o site votecataratas.com foi visitado por mais de 15 mil internautas. Até o último ranking divulgado, as Cataratas do Iguaçu ocupavam o terceiro lugar na categoria “lagos, rios e quedas d’água”.

As chances das Cataratas do Iguaçu figurarem entre as finalistas, porém, aumentaram consideravelmente com a exclusão de fortes adversários, como o Rio Ganges e as Cataratas Vitória e do Niágara, que não organizaram um comitê local de apoio, condição exigida pelos organizadores para se tornar uma das Novas Sete Maravilhas da Natureza.

“A nossa organização foi fundamental para alcançarmos essa pré-classificação para a final. Ainda em 2008, criamos o nosso comitê. E a Fundação New 7 Wonders entendeu a seriedade da nossa candidatura. Lançamos um site de Internet, tivemos o apoio das autoridades e assim estabelecemos uma estratégia de divulgação que abrangeu 27 países desde o ano passado”, observa o secretário de Turismo de Foz do Iguaçu, Felipe González, um dos organizadores do comitê.

Já Gilmar Piolla, superintendente de Comunicação de Itaipu Binacional e também integrante do comitê, ressalta o papel dos parceiros no sucesso da campanha Vote Cataratas. “Estamos conseguindo uma mídia espontânea fantástica para a campanha, o que contribui não somente para a votação, mas também coloca a cidade de Foz do Iguaçu em evidência e favorece diretamente o turismo local”, afirma.  (Itaipu Binacional)



Escrito por Marino às 11h15
[] [envie esta mensagem
]





MARINA SILVA PRESIDENTE

google

 

Circula na internet manifesto do "movimento MARINA SILVA PRESIDENTE: cidadã(o)s por um Brasil democrático e sustentável".

A lista de apoio é significativa e respaldada por diversos setores da sociedade. Quem quiser acessar o sítio do movimento basta clicar no link abaixo para entrar:


http://marinasilvapresidente.ning.com/?xgi=7u9Mf9k



Escrito por Marino às 18h51
[] [envie esta mensagem
]





REFORÇO PARA AS UNIDADES DE CONSERVAÇÃO FEDERAIS

logo

Apresentação da Logomarca ICMBio

 

Portaria nomeia 175 aprovados no concurso público do ICMBio para o cargo de Analista Ambiental

Extraído do Blog do Carlos Giovanni
Brasília (01/07/09) – Portaria assinada pelo presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, Rômulo Mello, nesta quarta-feira (1º) nomeia os 175 aprovados no concurso público que teve início em julho do ano passado. A posse está prevista para o período entre os dias 20 e 30 de julho de 2009, na unidade da federação para a qual o candidato foi habilitado.

A entrada em exercício ocorrerá em até 15 dias, contados da data da posse, na unidade organizacional de efetivo exercício do cargo. Os convocados para a posse e que entrarem em exercício participarão, obrigatoriamente, do curso de formação em Gestão da Biodiversidade e Unidades de Conservação, modalidades a distância e presencial, conforme datas, cronograma e local definido na portaria.
Os candidatos deverão comparecer para inspeção médica no período de 20 a 24 de julho, nas unidades vinculadas à Fundação de Seguridade Social – GEAP, localizadas nos endereços constantes na portaria.
Mais informações no Portal do Conhecimento
www.icmbio.gov.br/portal/concurso. (Fonte: Ascom/ICMBio)


Escrito por Marino às 14h27
[] [envie esta mensagem
]





DEPUTADOS QUEREM TIRAR PODER DO CONAMA

google

 

Alerta da Ecodata

por Pedro Ivo Batista

Mais uma ameaça à legislação ambiental brasileira ronda o Congresso Nacional. Um novo texto do Projeto de Lei Complementar (PLP) n° 12/03, que segue para aprovação em plenário nos próximos dias, retira do Conselho Nacional do Meio Ambiente – Conama a sua competência em definir os tipos de empreendimentos que devem receber licenciamento ambiental. A medida estabelece que esta definição seja realizada mediante lei. Isto tornará o processo mais moroso e vai abrir brechas para a execução de obras e projetos com licença ambiental inadequado, além de esvaziar a instância deliberativa e normativa do Sisnama (Sistema Nacional de Meio Ambiente), que é o Conama.

Este texto do PLP altera acordo estabelecido entre o Governo Federal e as bancadas no Congresso. Esta versão apresentada inesperadamente no colégio de líderes da Câmara dos Deputados, no dia 30/06, parece fazer parte de uma manobra de segmentos do Congresso Nacional, às vésperas da votação do projeto, em prejuízo aos importantes avanços da legislação e da gestão ambiental do país.

A justificativa para a medida parte do princípio de que haveria falta de representatividade do Conama para exercer essa atribuição. Ao contrário, o órgão foi consolidado pela Política Nacional do Meio Ambiente
(Lei 6938/81) – uma das legislações ambientais mais completas e elogiadas do mundo. Ele inaugurou um novo modelo de administração ambiental: a gestão compartilhada, que conta com a participação de vários segmentos da sociedade, a exemplo do que acontece em outros conselhos, como é o caso do Conselho Nacional de Saúde.

O Conama historicamente possui mecanismos que o capacitam a exercer este tipo de controle ambiental mais celeremente e com o envolvimento de grande capacidade técnica no assunto. Retirar de suas competências a normatização do licenciamento representa um retrocesso à democracia e à política ambiental, que hoje é protagonista no contexto internacional.

“O PLP n°12 é eficiente em sua concepção ao regulamentar o artigo 23 da Constituição Federal, definindo mais claramente as competências federais, estaduais e municipais na gestão ambiental. É preciso que assegure essa atribuição do Conama. Com este PLP, está sendo cerceada a conquista de toda a sociedade brasileira”, afirma o presidente da organização não-governamental ambientalista Ecodata, Donizete Tokarski.



Escrito por Marino às 14h12
[] [envie esta mensagem
]





PENSAR A EDUCAÇÃO AMBIENTAL

google-o pensador de Rodin

Momento de profunda reflexão sobre a Educação Ambiental

 

 

Desde a saída de Marina Silva do Ministério do Meio Ambiente muita coisa mudou por lá e, pelo que se tem visto, não foi para melhor.

 

No que se refere à Educação Ambiental os problemas são latentes e não mais podem ser tratados como se não existissem. Na época da Marina, era Marcos Sorrentino o diretor da Diretoria de Educação Ambiental – DEA, que passou a ser dirigida por Lúcia Anello. No mês de junho próximo passado anunciou sua saída.

 

Esta notícia provocou uma série de debates e que revela o quadro desolador atualmente vivenciado pela Educação Ambiental em que não se está dando o devido valor. Enquanto a Marina esteve à frente do MMA muitos avanços foram verificados. Também se conseguir fazer forte resistência aos ataques daqueles que pretendiam a desestruturação da Legislação Ambiental brasileira. Hoje, no entanto, vivenciamos um processo articulado com vistas a retalhar o Código Florestal e, de resto, as principais leis que tutelam o meio ambiente. Essa organização vem desde a bancada ruralista no Congresso Nacional, passando pelo Ministério da Agricultura e por setores do próprio Ministério do Meio Ambiente, que não tem conseguido realizar um “empate” com qualidade.

 

Parte do movimento ambientalista tem se manifestado sobre o assunto, algumas críticas são totalmente pertinentes outras nem tanto.

 

A ex-ministra Marina Silva disse insistentemente que devemos criar políticas de Estado e não de Governo. Teorizando esse ensinamento, quando ainda era Superintendente do Ibama-PR, eu dizia que a sociedade deveria se apropriar das ferramentas e dessas políticas e criar meios próprios para conduzi-las, sem, necessariamente, contar com o apoio (quase único) do governo central.

 

Sempre ponderei sobre a problemática de programas que mesmo depois de conquistar apoio e espaço na sociedade ainda assim se viam totalmente dependentes de recursos do Governo. Isso é um perigo, pois o governo muda e os seus dirigentes mudam. Então, haveria de se ter garantias de continuidade dentro da própria sociedade, com a criação de mecanismos de sustentação, mesmo a despeito de qualquer crise (econômica) ou ideologia de governos que podem destinar ou não recursos para programas de EA.

 

Marcos Sorrentino e Marina Silva, ambos com a sensibilidade de seres humanos diferenciados, conquistaram muito no MMA. Faltaram recursos, não tiveram dúvidas, foram atrás de apoios, colocando em prática a tal "transversalidade".

 

Certa vez Paulo Freire disse: “aqui estamos, talvez o ponto de onde devêssemos ter partido”. Penso que ficar ruminando questões voltadas para a aparente inoperância do MMA, pelo menos em relação à EA, não deve ser o principal ingrediente do VI Fórum de EA que se avizinha. Antes, deve ser um momento de profunda reflexão para apontar saídas. Buscar parcerias comprometidas com a causa (nesse aspecto as universidades públicas podem ser ou continuar sendo bons parceiros, as empresas -públicas ou não- que têm a obrigação de expressar a face da responsabilidade social também, entre outros).

 

Lembro de uma frase emblemática da Marina: “a sociedade tem de constranger eticamente os governantes”. Mesmo em forte crise por que passam a Câmara de Deputados e o Senado Federal, o movimento ambientalista (eu me incluo) não tem aproveitado o momento para expor outros absurdos daquelas Casas, como o processo sistemático de desmanche das Leis Ambientais através da bancada ruralista e do próprio ministro da agricultura. Temos de constranger ao máximo aqueles que pretendem dar um sério golpe no meio ambiente brasileiro.  

 

Recorro ainda a Gorki, escritor russo, autor da magnífica obra "A Mãe". Gorki dizia (mais ou menos nos seguintes termos):

 

"Um amigo de seu filho a visitara em sua casa localizada numa vila. O rapaz impaciente olhava para a janela. A Mãe, com toda a sua sensibilidade disse ao rapaz: lá fora está uma ventania... O rapaz respondeu à Mãe: talvez seja isso que eu esteja precisando...DE UM BOM VENDAVAL!".

 

Acho mesmo que estamos precisando de um bom vendaval, dar uma boa agitada nessa área da EA, refletir mesmo as nossas ações, as nossas interações, as nossas transversalidades, as nossas causas comuns, as nossas divisões, os nossos egoísmos, as nossas participações nos fóruns de decisões, as nossas dependências do Estado e etc.

 

Vejo nisso tudo uma grande oportunidade para corrigir rotas.

 

Passados seis anos de governo LULA, a disputa entre setores identificados com o desenvolvimento sem critérios e aqueles movidos pela sustentabilidade é ainda ferrenha.

 

O governo é sensível, sobretudo, diante do processo de organização que os vários segmentos da sociedade possuem. Se, nos encontramos desunidos e, por consequência enfraquecidos, é óbvio que não conseguiremos avançar dentro do governo. Penso mesmo que o movimento ambientalista deveria é fazer uma profunda reflexão (catarse) sobre tudo o que está acontecendo e aproveitar o momento para encontrar pontos convergentes para a atuação conjunta.

 

Finalizo, dizendo que a cidadania é o oposto de acomodação. Para fazer valer os direitos de Cidadania devemos lutar, planejar as táticas e as estratégias e reunir o máximo de cidadãos e cidadãs para a mesma causa. Ficar apontando que a culpa é desse ou daquele, ou mesmo que o Presidente LULA precisa de EA, como li numa dessas críticas que circulam na internet, é o mesmo que ficar acomodado, pelo menos, no sentido de ficar somente na retórica e não buscar alternativas práticas para combater o que se considera inadequado. Prefiro conciliar a teoria com a prática. Então, mãos à obra.

 

 

 

Marino Elígio Gonçalves



Escrito por Marino às 13h28
[] [envie esta mensagem
]





ARTIGO

 

arquivo pessoal: Professores Sílvio Fazolli, Maria Estela Trintinalha, Marino e Antônio Lorenzoni Neto

 

 

Departamento de Direito Privado e Processual - DPP/UEM lança as ações para os anos de 2009 e 2010 do Projeto de Extensão Os Direitos de Cidadania e o Meio Ambiente

Marino Elígio Gonçalves

Desde 2005 o Departamento de Direito Privado e Processual – DPP-UEM, tem desenvolvido o projeto de Educação Ambiental denominado Projeto de Extensão Os Direitos de Cidadania e o Meio Ambiente, que recebeu o n.º 1886/2005-UEM/DPP.

Foram diversas ações envolvendo professores e acadêmicos, com a realização de palestras informativas e formativas para alunos de diversas escolas públicas de Maringá, formalização de grupos de estudos com a produção de vários textos publicados e apresentados em eventos científicos e acadêmicos em todo o Brasil.

Idealizado e coordenado pela Professora Maria Cristina da Silva Rempel, o projeto conta ainda com as professoras Maria Estela da Silva Fernandes Trintinalha e Maria Angélica Gaspar Pioli, além dos professores Sílvio Fazolli, Antônio Lorenzoni Neto e Marino Elígio Gonçalves.

Com vistas à definição das ações para 2009-2010, os professores participantes do projeto, depois de seguidas reuniões de preparação, definiram um conjunto de ações que foi lançado no dia 03 de junho deste ano coincidindo o evento com a semana do meio ambiente. Todos os presentes foram informados das ações, bem assim do processo de seleção ocorrido no mês de maio de 2009 em que 44 acadêmicos dos segundo e terceiro anos e 12 monitores dos quarto e quinto anos do Curso de Direito foram selecionados.

Os acadêmicos participantes comporão quatro Círculos de Trabalho – CT coordenados por quatro professores. No ano de 2009 receberão conteúdos de Direito Ambiental, Civil, Penal e Administrativo com vistas a defesa do meio ambiente e, ainda, conteúdos próprios para a Educação Ambiental, com destaques à Carta da Terra, ao Tratado Internacional de Educação Ambiental, a contribuição de Paulo Freire para uma educação libertadora e a Educação Ambiental como Política Pública.

Em 2010 esses acadêmicos deverão repassar o conteúdo e ensinamento adquiridos para a comunidade universitária, em especial, servidores e acadêmicos de outras áreas. Nesse sentido, a coordenação do projeto já se encontra mobilizada para acertar com a Reitoria e respectivas áreas a forma de seleção dos servidores e dos acadêmicos que se mostrarem interessados em participar do projeto. Esses comporão o que se denominou de Comunidade de Aprendizagem – CA.

Durante todo o processo serão realizados pactos de convivência e de compromisso com o repasse para outros seguimentos de todo o aprendizado. Com isso, visa o projeto criar uma seqüência de Comunidades de Aprendizagem, configurando uma mandala, cujos círculos são seqüenciais e evolutivos.

Os professores do projeto compreendem que a universidade, antes de formar um profissional, deve formar um cidadão. Compreendem ainda que o direito ao meio ambiente equilibrado previsto no art. 225, da Constituição Federal, se trata de mais um direito de cidadania e, por isso mesmo, deve ser exercitado continuamente.

A Educação Ambiental se constitui numa ferramenta eficaz para a criação de uma consciência ambiental, com a possibilidade de modificar atitudes que conspiram contra aquele direito de cidadania. Por isso, a implementação do projeto se mostra cada vez mais importante, pois pode contribuir para a melhoria da qualidade ambiental através de atos que visem a defesa do meio ambiente, sejam eles praticados no âmbito do Poder Judiciário ou mesmo no cotidiano da sociedade.

Em recente evento científico ocorrido em maio na cidade de Cascavel um grupo de professores da Unioeste e da UEPG manifestou interesse no projeto da UEM que pode ser adotado naquelas instituições.

 



Escrito por Marino às 17h44
[] [envie esta mensagem
]





VOLTEI...

 

Caros amigos e amigas.

Somente hoje regularizei a minha internet. O problema era o bloqueio do sinal que foi resolvido com uma espécie de antena que mais parece bóia de caixa d´água...rs...mas funciona, isso é o que importa.

Agradeço a paciência de todos e de todas e a partir de hoje voltarei a postar normalmente esperando que ainda possa continuar merecendo a distinta honraria de tê-los como meus leitores e leitoras.

Abraços ecofraternos.

Marino Elígio Gonçalves



Escrito por Marino às 10h00
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]