Meu perfil
BRASIL, Sul, MARINGA, Homem, de 36 a 45 anos, Portuguese



Arquivos
 01/08/2010 a 15/08/2010
 16/07/2010 a 31/07/2010
 01/07/2010 a 15/07/2010
 16/06/2010 a 30/06/2010
 16/12/2009 a 31/12/2009
 01/12/2009 a 15/12/2009
 16/11/2009 a 30/11/2009
 01/11/2009 a 15/11/2009
 16/10/2009 a 31/10/2009
 01/10/2009 a 15/10/2009
 16/09/2009 a 30/09/2009
 01/09/2009 a 15/09/2009
 16/08/2009 a 31/08/2009
 01/08/2009 a 15/08/2009
 16/07/2009 a 31/07/2009
 01/07/2009 a 15/07/2009
 16/06/2009 a 30/06/2009
 01/06/2009 a 15/06/2009
 16/05/2009 a 31/05/2009
 01/05/2009 a 15/05/2009
 16/04/2009 a 30/04/2009
 01/04/2009 a 15/04/2009
 16/03/2009 a 31/03/2009
 01/03/2009 a 15/03/2009
 16/02/2009 a 28/02/2009
 01/02/2009 a 15/02/2009
 16/01/2009 a 31/01/2009
 01/01/2009 a 15/01/2009
 16/12/2008 a 31/12/2008
 01/12/2008 a 15/12/2008
 16/11/2008 a 30/11/2008
 01/11/2008 a 15/11/2008
 16/10/2008 a 31/10/2008
 01/10/2008 a 15/10/2008
 16/09/2008 a 30/09/2008
 01/09/2008 a 15/09/2008
 16/08/2008 a 31/08/2008
 01/08/2008 a 15/08/2008
 16/07/2008 a 31/07/2008
 01/07/2008 a 15/07/2008
 16/06/2008 a 30/06/2008
 01/06/2008 a 15/06/2008
 16/05/2008 a 31/05/2008
 01/05/2008 a 15/05/2008
 16/04/2008 a 30/04/2008
 01/04/2008 a 15/04/2008
 16/03/2008 a 31/03/2008
 01/03/2008 a 15/03/2008
 16/02/2008 a 29/02/2008
 01/02/2008 a 15/02/2008
 16/01/2008 a 31/01/2008
 01/01/2008 a 15/01/2008
 16/12/2007 a 31/12/2007
 01/12/2007 a 15/12/2007
 16/11/2007 a 30/11/2007
 01/11/2007 a 15/11/2007
 16/10/2007 a 31/10/2007
 01/10/2007 a 15/10/2007
 16/09/2007 a 30/09/2007
 01/09/2007 a 15/09/2007
 16/08/2007 a 31/08/2007
 01/08/2007 a 15/08/2007
 16/07/2007 a 31/07/2007
 01/07/2007 a 15/07/2007
 16/06/2007 a 30/06/2007
 01/06/2007 a 15/06/2007
 16/05/2007 a 31/05/2007
 01/05/2007 a 15/05/2007
 16/04/2007 a 30/04/2007
 01/04/2007 a 15/04/2007
 16/03/2007 a 31/03/2007
 01/03/2007 a 15/03/2007
 16/02/2007 a 28/02/2007
 01/02/2007 a 15/02/2007
 16/01/2007 a 31/01/2007
 01/01/2007 a 15/01/2007
 16/12/2006 a 31/12/2006
 01/12/2006 a 15/12/2006
 16/11/2006 a 30/11/2006
 01/11/2006 a 15/11/2006
 16/10/2006 a 31/10/2006

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 Zaniratti (política no cotidiano)
 Angelo Rigon
 Portal Estacao 13
 Ministério do Meio Ambiente
 Ibama
 João da Caixa
 historias ambientais
 Joka Madruga
 blog fonte do maracajá
 Blog do Valdeci
 Blog do Rubem Mariano
 Blog do Pegoraro
 Blog do Carlos Giovanni
 Blog da Lucimar
 Projeto EA/UEM




Blog do Marino
 


AGENTA 21: O DEBATE ESTÁ ABERTO

google: Soares ao meio sentado

 

SOBRE O CONVITE PARA EVENTO DA AGENDA 21 (matéria postada abaixo)

Por Soares, engenheiro e militante sindical pelo SENGE/PR de longa data. 

Lastimo não estar em Curitiba neste sábado porque gostaria muito de participar desse debate.

É que tenho convicções muito firmes e arraigadas de que essa historia de Agenda 21 é um enorme engodo e mais uma mistificação, ambos criados pelo que eu chamo de "centros de poder" do capitalismo.

 

Traduzindo: a tal Agenda 21 nada mais é do que um plano de metas, estabelecidas pelos países ricos para serem cumpridas pelos países pobres.

 

Se não, vejamos: quais metas já foram cumpridas pelos países centrais do capitalismo ou, em outras palavras, pelos países do capitalismo central, o que dá no mesmo? Quanto eles já contribuíram, em grana, para a consecução das metas? Quanto esforço real já foi feito? Em comparação ao esforço que tem sido feito para aumentar o enriquecimento dos que já são ricos, qual o significado das metas? Por exemplo, para "contornar" a atual crise (e todas as anteriores), quanto já foi gasto?  Deu para perceber?

 

Em suma, acho que essa historia de Agenda 21 é mais uma pura "conversa mole pra boi dormir" ou para ir mais calmo para o matadouro... No caso, quem você acha que são os bois?

 

É pena, mas sobre esse tema eu poderia discorrer bem mais. Fica pra outra vez...

 

Um abraço do Soares

(Luiz Carlos Correa Soares)

 



Escrito por Marino às 18h17
[] [envie esta mensagem
]





AGENDA 21 - CONVITE

google

 

Movimento Popular debate a inserção do tema desenvolvimento sustentável em sua plataforma de luta

 

Seminário em Curitiba receberá representantes dos mais diversos segmentos do Movimento Popular para debaterem a Agenda 21

 

Neste próximo sábado, acontece em Curitiba o Seminário Estadual “A Agenda 21 no Movimento Popular”. Promovido pela Organização Não Governamental Ecoforça e pela CMP - Central de Movimentos Populares o evento tem por objetivos apresentar conceitos e definições, um breve relato histórico sobre as perspectivas da Agenda 21 no estado do Paraná e estabelecer mecanismos de ação para o fortalecimento das ações da Agenda 21 no Movimento Popular.

 

O Movimento Popular, apesar de inúmeras fragilidades, vive um momento de revigoramento e possui no seu objetivo principal a construção de uma sociedade mais justa e igualitária, respeitando a diversidade e as especificidades, com grande poder de inserção em diversos estratos sociais e está presente em todos os municípios do estado.

 

 “Porém, observa-se que, decorridos 17 anos da Conferência das Nações Unidas Sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento - Rio 92 e cinco anos de existência do Fórum Permanente da Agenda 21 Paraná,  não está devidamente sensibilizado e nem tampouco envolvido como parceiro estratégico na construção e implantação da Agenda 21 no estado do Paraná, segundo o que recomenda a Agenda 21 Global, no capítulo 27, que sugere o fortalecimento do papel das Organizações não Governamentais como  parceiros para um desenvolvimento sustentável”, comenta Valdir Donizete de Moraes, presidente estadual da CMP/PR.

 

Necessário se faz, então, a realização do seminário para sensibilização das lideranças populares, com o intuito de estabelecer condições para efetivação dos objetivos dos Movimentos que contemplem também a discussão sobre o desenvolvimento sustentável. Segundo a coordenadora do Fórum Permanente da Agenda 21 Paraná, Schirle Margareth dos Reis Branco, "A participação do Movimento Popular na Agenda 21 Paraná, constitui uma parceria de relevância fundamental no sentido de estabelecer a responsabilidade compartilhada em busca da Sustentabilidade do Patrimônio Natural e ou Construído."

 

O evento ainda pode ser considerado como uma preparação do Movimento Popular para o Seminário Internacional “Experiências de Agendas 21: Os Desafios do Nosso Tempo”, a ser realizado nos dias 18, 19 e 20 de setembro do ano em curso, na cidade de Ponta Grossa.

 

Data: 01/08/2009 (sábado)

Hora: das 8:30 às 16:30hs

Local: Hotel Nikko – sala Quioto – 2º andar

Rua Barão do Rio Branco, 546 – Centro

 

CONTATO

 

Valdir Donizete de Moraes

Coord. Estadual da CMP-PR valdir.donizete@gmail.com

 

Rosana Vicente Gnipper

Diretoria de Ctba da ONG Ecoforça rosanagnipper@gmail.com

 



Escrito por Marino às 18h09
[] [envie esta mensagem
]





JORNADA NACIONAL EM DEFESA DA MORADIA POPULAR

 

google

Movimento de Moradia Realiza Ocupação em Curitiba

União Nacional Por Moradia Popular. 28 de Julho de 2009

 

Defender a Reforma Urbana e a Função Social da Propriedade.

 

A Jornada Nacional de lutas do dia 28 de Julho de 2009, em defesa da Moradia Popular, é organizada pela União Nacional por Moradia e deve reafirmar a utopia de construirmos cidades que garantam a sustentabilidade urbana, contra a desigualdade e a injustiça social.

 

Os Municípios, os Governos Estaduais e o Governo Federal, têm papéis fundamentais para a construção de cidades que garantam os direitos de todos os seus moradores, especialmente das mulheres, crianças, jovens, idosos, negros, homossexuais e pessoas com deficiência.

 

Manifestos estão ocorrendo em todas as capitais, em Curitiba, a União por Moradia Popular e a Cebtral de Movimentos Populares – CMP, ocupou na manhã de hoje (28), as instalações do antigo Shopping Station, localizado na Rua Sete de Setembro – próximo a Rodoferroviária.

 

Segundo Maria da Graça, coordenadora da União Nacional no Paraná, "o objetivo é permanecer no local por tempo indeterminado, buscando com esta iniciativa nacional e aqui no Paraná, a conquista de todos os imóveis da União para moradia popular, através dos movimentos sociais e do Programa Minha Casa Minha Vida".

 

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES:

 

1. A Imediata implementação e funcionamento de todos os Grupos de Trabalho da

Secretaria do Patrimônio da União/GRPUs com democracia e participação popular;

2. A Compra e destinação para o Programa Minha Casa Minha Vida de todos imóveis

ociosos do INSS, especialmente nas áreas consolidadas das cidades;

3. A destinação dos imoveis ociosos do Patrimonio da União para o Programa Minha

Casa Minha Vida.;

4. A suspensão dos leilões dos imóveis não operacionais da Extinta RFFSA, como também, a apresentação aos GTE’s da lista de imóveis a serem enviados para o fundo contigente para que seja possível identificar os de interesse para Habitação Social.

5. Aprovação imediata da PEC da Moradia (PEC 285/2008) como forma de recursos permanentes para a moradia popular;

6. Fim dos despejos, com acesso a segurança na posse e terra urbanizada;

7. Conselho das cidades deliberativo para avançarmos no sistema nacional de desenvolvimento urbano;

8. Planos Diretores Participativos e Democráticos em consonância com o Estatuto das Cidades.

 

 

 

 



Escrito por Marino às 09h31
[] [envie esta mensagem
]





CONVITE: XII EPEA

[GetAttachment.jpg]

Extraído do blog do Pegoraro

Estão abertas as inscrições para o XII Encontro Paranaense de Educação Ambiental - EPEA, que acontece de 14 a 16 de outubro de 2009 em Foz do Iguaçu - PR.

Também estão abertas as inscrições de trabalhos até 20 de agosto.

Maiores informações pelo site www.epea.pti.org.br


 



Escrito por Marino às 17h45
[] [envie esta mensagem
]





CONVITE: V SEMINÁRIO DE MULHERES NEGRAS

 

 



Escrito por Marino às 17h40
[] [envie esta mensagem
]





ARTIGO

google

Pandemia de Gripe, ou de Porcos e seus Lucro$ ?

 

Flaubert Semprebom

 

Revendo alguns e-mail e sites (...), recebi um e-mail sem autoria que me fez refletir e assim vejo que não dá mais para ficar calado diante de tanto alarde propalado ao vento sem que haja questionamentos por parte de nós e da mídia. Vejamos alguns dados que podem nos levar a refletir sobre esta pandemia de informações que fomentam uma grande indústria de lucros em cima da desgraça dos mais pobres.

 

“No mundo, todos os anos morrem dois milhões de pessoas vítimas da malária, que poderia ser prevenida com um simples mosquiteiro (...).

 

No mundo, todos os anos dois milhões de meninos e meninas morrem de diarréia que poderia ser tratada com um soro oral de 25 centavos. E todos nós ficamos alheios a esta ocorrência. Sarampo, pneumonia, doenças curáveis com vacinas baratas, causam a morte de dez milhões de pessoas no mundo todos os anos. E essas notícias não são divulgadas. Mas há alguns anos atrás, quando a gripe aviária surgiu, inundaram o mundo de notícias, sinais de alarme. Uma epidemia, a mais perigosa de todas! Uma pandemia! Só foi falado da terrível doença das galinhas... Porém, a influenza causou a morte de 250 pessoas em todo o mundo. 250 mortos na média de quase 10 anos, para o qual dá em média 25 vítimas ano.

 

A gripe comum mata meio milhão de pessoas todos os anos no mundo. Meio milhão contra 25. Um momento. Então, por que se armou tanto escândalo com a gripe aviária? Está claro. Porque atrás dessas galinhas havia um "galo", um galo de espora grande.

 

O Laboratório farmacêutico Roche com o seu famoso Tamiflú, vendendo milhões de doses aos países asiáticos. Embora o Tamiflú seja de efetividade duvidosa, o governo britânico comprou 14 milhões de doses para prevenir a população deles.

(...)

 

Antes com as galinhas e agora com os porcos. Sim, agora a psicose começou com a gripe suína. E os meios de comunicação do mundo só falam disto. Eu desejo saber: se atrás das galinhas havia um "galo", atrás desses porcos não haverá um "grande porco"?

 

Porque indubitavelmente são as multinacionais poderosas que vendem os remédios supostamente milagrosos.

 

E a quanto eles vendem o "milagroso" Tamiflú? 50 dólares a caixa. 50 dólares uma caixa de pastilhas? Que “negocião”! Os únicos antivirais que ainda têm ação mesmo que duvidosa contra o novo vírus estão patenteados na maior parte do mundo e são de propriedade de duas grandes empresas farmacêuticas: o “zanamivir”, cuja marca comercial é “Relenza”, comercializado por Glaxo Smith Kline, e “oseltamivir”, o nosso conhecido “Tamiflu”, patenteado por Gilead Sciences Incorporations, produzido comercialmente pela Roche Holding AG. A Glaxo e a Roche são a segunda e a quarta maiores empresas farmacêuticas do planeta. Tanto o Relenza (comercializado na Europa) e o Tamiflu (comercializado no resto do planeta), intrigante é que como no restante de seus remédios, as epidemias são suas melhores oportunidades de negócio.

 

(...)

 

Com a gripe aviária, todas elas lucraram centenas ou milhões de dólares. Com o anúncio da nova epidemia no México, as ações da Gilead subiram 3%, as da Roche 4% e as da Glaxo 6%; e isso é somente o começo (...). A verdadeira pandemia é o lucro, a enorme ganância destes mercenários da saúde.

 

Não negamos as necessárias medidas de precaução que estão tomando os países, mas se a gripe suína é uma pandemia tão terrível como anunciam os meios de comunicação, se para a Organização mundial da Saúde (OMS) ela preocupa tanto, por que não declara isto como um problema de saúde pública mundial e autoriza a fabricação de medicamentos genéricos para combatê-la?”

 

Enfrentar a epidemia da gripe não é tarefa das mais difíceis, o que realmente necessitamos é enfrentar também a epidemia do lucro.

 

 

 



Escrito por Marino às 17h35
[] [envie esta mensagem
]





CATARATAS DO IGUAÇU

 

Frases ganhadoras do concurso das Cataratas

 
Originalidade. Esse quesito foi determinante para a escolha das frases do concurso cultural realizado em prol da Campanha Vote Cataratas. Os vencedores foram contemplados com uma viagem à Foz do Iguaçu com tudo pago por um período de cinco dias (passagem, hospedagem em hotel 5 estrelas e visita aos atrativos turísticos). O concurso foi publicado no site www.votecataratas.com. Confira as frases.




 
Pergunta: Por que as Cataratas do Iguaçu devem ser eleitas uma das Novas 7 Maravilhas da Natureza?
Resposta 1:
Porque a natureza vai dar SALTOS de alegria!
Vencedora: Ana Paula Crovador
Cidade: Campo Largo-PR
Idade: 26 anos

Resposta 2: Porque entre Brasil e Argentina só pode haver espetáculo.
Vencedora: Francieli Nascimento Czapievski
Cidade: Reserva do Iguaçu-PR
Idade: 21 anos

Resposta 3: Porque son la máxima expresión de fuente de vida. Cada salto de agua es el fiel reflejo de que una nueva vida es posible.
Vencedora: Virginia Ramirez
Cidade: Godoy Cruz – Mendoza - Argentina
Idade: 24 anos

Resposta 4:
Porque tudo se cala diante da beleza de suas águas e se curva sob a maravilha de suas quedas.
Vencedora: Rosana Lomba Piccioni
Cidade: Matinhos-PR
Idade: 38 anos

Resposta 5: Porque é a maravilha da natureza em movimento.
Vencedor: Donizeti Spolaor
Cidade: São Paulo-SP
Idade: 49 anos 

(Portal H2FOZ)



Escrito por Marino às 16h10
[] [envie esta mensagem
]





40 ANOS ATRÁS: PRIMEIRO PASSO NA LUA

google

Hoje, dia 20/julho/2009, comemora-se 40 anos desde que um ser humano deu os primeiros passos no Satélite da Terra. A Lua, com toda a sua magia, inspira namorados, encanta cenários e hipnotiza os lobos. Confesso, algumas vezes fiquei uivando para a Lua que preenchia todo o firmamento. A partir de então, soube o porque que os lobos têm aquela atitude...rs.

A despeito desse relevante momento para a humanidade, me veio a vontade de escrever algo, não propriamente sobre a Lua, mas para uma reflexão sobre o nosso Planeta em contraposição ao Planeta Marte. Espero que gostem. Marino Elígio gonçalves.  

Marte: Passado ou Futuro da Terra?

 

A agência espacial norte americana – NASA, em doses homeopáticas, tem revelado importantes imagens de Marte. Lembro que em fevereiro de 2007 divulgou 15 fotografias feitas pela sonda “Mars Reconnaissance Orbiter” da superfície rochosa do Planeta Marte. Elas revelaram uma seqüência de fraturas rodeadas que são denominadas pela NASA como “halos” de rocha de tons claros. Os “halos” são as evidências mais significativas do fluxo de líquidos na camada rochosa. Provavelmente esses líquidos teriam sido água e, como se sabe, este elemento é o principal agente para a ocorrência de vida.

 

Juntando todas as imagens de Marte até aqui divulgadas como num quebra-cabeça, já é possível afirmar que houve vida em Marte.

 

Em assim sendo, Marte seria o passado ou o futuro da Terra?

 

Sinceramente, não tenho condições de fornecer a resposta, pois me faltam elementos técnicos e científicos para tanto. Porém, de uma coisa tenho certeza e posso afirmar: a Terra é o nosso presente. E, como tal, cabe a nós o dever de cuidá-la não apenas para as atuais gerações, mas também para as futuras que igualmente herdarão essa mesma missão.

 

É certo que a humanidade, por conta de suas atitudes, tem colocado em risco a vida do próprio Planeta Terra. O destempero do clima, por exemplo, é um claro sinal de que há uma saturação em escala planetária. Contudo, ainda é possível reverter essa situação. Vários são os caminhos e todos dependem da conscientização e sensibilização do problema.

 

Nessa reflexão indico um a despeito de todas as críticas que vem recebendo nesses últimos tempos, muitas delas pertinentes: o desenvolvimento sustentável. A sua correta noção se funda no tripé da sustentabilidade: eficiência econômica, justiça social e prudência ecológica. Com isso, o crescimento da economia deve promover a inclusão daquelas pessoas que vivem à margem de qualquer processo de produção e respeitar o meio ambiente.

 

O crescimento econômico não pode beneficiar apenas uma parcela privilegiada da sociedade, mas sim a toda a população, tendo como objetivo acabar com a pobreza, por mais utópico que possa parecer. Ao mesmo tempo, a economia tem de ter seu limite no próprio limite da natureza. Os recursos naturais são finitos e, uma vez extintos não se pode recuperá-los.

 

Enfim, a Terra é ainda a nossa casa comum e única opção para a vida. Os esforços para encontrar planetas que possam ser colonizados não se revelaram promissores. Talvez, nem Marte seja mais adequado. As imagens da NASA apontam que um dia lá existiu vida. Na Terra existe VIDA, portanto, parece mais inteligente investir no Planeta Azul, todos nós, sem exceção.   

 

 

 



Escrito por Marino às 19h00
[] [envie esta mensagem
]





REBIO DAS PEROBAS: PARAÍSO DAS AVES

blog do Carlos Giovanni

Descoberta ave de rapina em entição

Ascom/ICMBio, extraído do blog do Carlos Giovanni.

O biólogo Willian Menq, do Centro Universitário de Maringá (PR), registrou a presença do gavião-pato, uma espécie muito rara no Sul do Brasil. Essa ave está na na lista vermelha das espécies ameaçadas de extinção no Paraná e em diversos estados brasileiros. O pesquisador avistou o pássaro durante os trabalhos de campo que tem feito na Reserva Biológica (Rebio) de Perobas, no noroeste paranaense. Ele estuda as aves de rapina presentes na região. É mais uma das pesquisas da fauna existente na Unidade de Conservação.

A ave encontrada vive exclusivamente em florestas e, por estar numa reserva protegida pelo Instituto Chico Mendes (ICMBio), tem chances de sobreviver. “Sua presença está associada à grande oferta de presas potenciais que a unidade apresenta e também pelo habitat ideal. Agora teremos as atenções voltadas a ela para estimar qual o tamanho de sua população na reserva, se é apenas um individuo, um casal, ou mais”, destaca o pesquisador.

Leia mais no blog do Carlos Giovanni



Escrito por Marino às 18h39
[] [envie esta mensagem
]





ARTIGO DE LEONARDO BOFF

arquivo pessoal

 

enviado por Pedro Ivo Batista

 

Extrapolação e colapso do sistema mundial?

 

Como nunca antes, se fala hoje em todos os paises e forums, de desenvolvimento-crescimento. É uma obsessão que nos acompanha já há pelo menos três séculos. Agora que ocorreu o colapso econômico, a idéia retornou com renovado vigor, porque a lógica do sistema não permite, sem se autonegar, de abandonar essa idéia-matriz. Ai das economias que não conseguem refazer seus níveis de desenvolvimento-crescimento. Vão simplesmente sucumbir junto com uma eventual tragédia ecológica e humanitária.

  

Mas precisamos dizer com todas as palavras: essa retomada é uma armadilha na qual a maioria está caindo, inclusive Bento XVI na sua recente enciclica Caristas in veritate, toda dedicada ao desenvolvimento. Isso pôde ser verificado quase unanimemente, nos discursos dos representantes dos 192 povos presentes na ONU no final de junho. A grande exceção, que causou espanto, foi a fala inicial e final do Presidente da Assembléia da ONU, Miguel d’Escoto, que pensou para frente na lógica de um outro paradigma de relação Terra-Vida-Humanidade-Economia e subordinando o desenvolvimento a serviço destas realidades axiais. De resto, não se dizia outra coisa: há que se retomar o desenvolvimento-crescimento senão a crise se pereniza.

 

Por que digo que é uma armadilha? Porque, para alcançar os índices mínimos de desenvolvimento-crescimento de 2% anuais previstos, precisaríamos, dentro de pouco, de duas Terras iguais a que temos. Não o digo eu, disse-o o ex-presidente francês J. Chirac por ocasião da publicação em Paris no dia 2 de fevereiro de 2007 dos resultados do aquecimento global pelo IPCC. Repete-o com frequência o renomado biólogo Edward Wilson e o formulador da teoria da Terrra como Gaia, o cientista James Lovelock, entre outros. A Terra está dando inequívocos sinais de estresse generalizado. Há limites intransponíveis.

 

Recentemente, o Secretário da ONU, Ban-Ki-Moon alertou os povos de que temos cerca de dez anos apenas para salvar a civilização humana de uma ecocatástrofe planetária. Num número recente da revista Nature um prestigioso grupo de cientistas publicou um relatório sobre “Os limites do Planeta” (Planetary Boundaries) onde afirmavam que em vários ecossistemas da Terra estamos chegando ao pico (tipping Point) com referência à desertificação, ao derretimento das colotas polares e do Himalaia e à crescente acidez dos oceanos. Cabe aqui citar, a meu ver, o estudo mais bem fundado dos autores do legendário Os limites do crescimento do Clube de Roma de 1972: D. Meadows e J. Randers. O livro deles de 1992 tem por título que é um alerta: Além dos limites: colapso total ou um futuro sustentável.

 

A tese destes autores é de que a excessiva aceleração do desenvolvimento-crescimento das últimas décadas, do consumo e do desperdício, nos fizeram conhecer os limites ecológicos da Terra.

 

Não há técnica nem modelo econômico que garanta a sustentabilidade do atual projeto. O economista Ignacy Sachs, amigo do Brasil, um dos poucos a propor um ecosociodesenvolvimento comenta:”Não se pode excluir a idéia de que, por excesso de aplicação da racionalidade parcial, acabemos numa linha de irracionalidade global suicida”(Forum, junho 2009 p.19). Já afirmei neste espaço que a cultura do capital tem uma tendência auto-suicida. Prefere morrer a mudar, arrastando outros consigo.

 

Os formuladores da visão sistêmica chamam a este fenômeno de extrapolação e colapso. Quer dizer, extrapolamos os limites e rumamos para um colapso. Serei pessimista? Respondo com José Saramago: “não sou pessimista, a realidade é que é péssima”. Efetivamente, ou abandonamos o barco do desenvolvimento insustentável na direção daquilo que a Carta da Terra chama de “modo sustentável de viver” e os andinos de “bem viver” ou então aceitaremos o risco de sermos despedidos deste planeta.

 

Mas como o universo é feito de virtualidades ainda não ensaiadas, esperamos que surja uma que nos salve a todos.

 

 

 

Leonardo Boff, Teólogo

 



Escrito por Marino às 11h04
[] [envie esta mensagem
]





LIXO DA RAINHA: IBAMA REAGE

google: Roberto Messias

Presidente do Ibama exige a retirada de lixo inglês do país

Ascom/Ibama

Brasília (17/07/2009) - O presidente do Ibama, Roberto Messias Franco, ficou indignado com a chegada de cargas de lixo da Inglaterra a portos brasileiros. Ele exige que os responsáveis pela remessa retirem imediatamente o material do país.

“Definitivamente, o Brasil não é lixeira do mundo”, reagiu Messias Franco, falando como autoridade do governo federal para a área de meio ambiente e também como cidadão brasileiro. “Fiquei surpreso, pasmo com a notícia de um lixo importado indevidamente, com uma caracterização falsa, exportado da Inglaterra para o Brasil”.

O presidente comunicará o Ministério das Relações Exteriores sobre os episódios para que sejam avaliadas medidas diplomáticas cabíveis. Para Messias Franco, foi uma surpresa a descoberta do ilícito que fere a legislação brasileira de crimes ambientais e a Convenção de Basileia, da qual são signatários Brasil e Inglaterra, entre outros. “É uma vergonha que essa carga tenha vindo da Inglaterra”.

Em nível administrativo, o Ibama aplicou multas às empresas envolvidas e já identificadas até o momento. A investigação policial está a cargo da Polícia Federal. O Ibama, PF e Receita Federal discutem medidas para evitar que episódios dessa natureza se repitam.

 

 

 

 



Escrito por Marino às 18h45
[] [envie esta mensagem
]





LIXO DA RAINHA

portal do meio ambiente

Fonte: Portal do Meio Ambiente

O Brasil não pode ser a lixeira da Inglaterra ou de qualquer outro país. É simplesmente absurdo esse fato levado a público pelos meios noticiosos do Brasil. O revide deve ser à altura, sem perdão para os envolvidos. O pior é que tem brasileiros metidos nessa história. Vê-se logo que não são nada patriotas. Na realidade são serviçais do capital que a tudo corrompe. A matéria abaixo extraí do Portal do Meio Ambiente que tem repercutido esse fato lamentável. Que nossa indignação seja materializada em ações concretas de punição aos criminosos ambientais do país da Rainha e/ou do país do soberano Sarney. Marino Elígio Gonçalves.

Inglaterra negocia descarte de lixo no país com empresa brasileira do Sul

Extraído do Portal do Meio Ambiente

Ai ai ai, a crise ambiental revela-se crise moral. Melhor, mostra a esperteza alheia e a visão de subserviência cabível obrigatoriamente ao lado sul do planeta. E quem comprova isso é a Inglaterra com suas 740 ton. de lixo exportadas para o Brasil, a título de reciclagem. O que nem de longe se atesta diante do tipo de material aqui chegado.

Por mais que hoje, fale-se em países em desenvolvimento e emergentes – eufemismo à dura a realidade sobre a divisão entre países do norte e sul do globo – a Inglaterra evidencia que essa ainda é visão do primeiro mundo a respeito do terceiro. Afinal, como justificar brinquedos inutilizados com a singela recomendação para serem doados a crianças pobres do país? Advertindo, claro, que deviam ser lavados antes. Tsc!

A descoberta foi feita no porto do Rio Grande, na região sul do Brasil e está registrada em nome de uma empresa local, que declarou serem materiais de plástico para reciclagem. Aí é que está! Ao ser feita verificação, o que foi encontrado em nada se parecia com o declarado. Dentre as tralhas, banheiro químico prensado, seringas, vidro, camisinha, além de lixo orgânico. O que não parece ter fins de reciclagem.

O lixão da Corte veio chegando de mansinho, segundo informações da Receita Federal, alertada anonimamente. Foram feitos no total 8 embarques até o final de maio. A partir daí entra em ação a Alfândega brasileira, que comunicou ao Ministério Público Federal, à ANVISA e a órgãos ambientais.

Além destes contêineres, outros 24 também foram encontrados portos de Caxias do Sul e Santos. Até o momento as empresas brasileiras envolvidas no causo já foram identificadas, restando apenas o apontamento das responsáveis no exterior. O que tudo indica nas investigações da Alfândega é a existência de uma máfia internacional do lixo, que se encarrega do descarte dos dejetos de primeiro mundo no terceiro. Bonito, não?!

Chefe da Alfândega Porto Rio Grande, Marco Antônio Medeiros*

Chefe da Alfândega Porto Rio Grande, Marco Antônio Medeiros*

A solução

E para complicar a solução é mais complicada do que parece. Pois caso o Brasil, execute o procedimento de perdimento de carga, o mesmo seria o responsável por ela. Enquanto que a Alfândega sugere que o importador seja obrigado a devolver a carga à sua origem.

Com relação aos contêineres de SP, o IBAMA divulga em seu site que irá autuar a empresa Stefenon Estratégia e Marketing. Que diz ter sido enganada sobre a natureza da carga importada. Mas que ainda sim estaria errada, por não ter licença para importar material plástico com fim de reciclagem.

Estão às voltas com a questão, além do Ministério Público e os órgãos denunciadores do problema, o IBAMA, a ANVISA e a Receita Federal. Agora além de pobres teremos que ser sujos?! Pelo visto… Êh, mundo que gira!



Escrito por Marino às 18h39
[] [envie esta mensagem
]





PROJETO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL/UEM

google

Participantes do Projeto de Educação Ambiental da Universidade Estadual de Maringá criam blog para divulgar as ações e facilitar a comunicação. Para acessar basta ir ao seguinte endereço: www.ctauem.blogspot.com

Considero uma iniciativa importante e revela o comprometimento dos participantes. Convido meus leitores para acompanhar também mais esse blog o qual recomendo.

Abs.

Marino



Escrito por Marino às 17h20
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]